Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

28.09.10

o dia vai longo


segredo_revelado

Ora, antes que a pasta dos rascunhos fique cheia demais, toca a esvaziá-la, libertando-a do peso e espaço de posts que já foram escritos há algum tempo atrás.

Este é um desses posts que quase já tem teias de aranha e cheiro a mofo , de tanto tempo que esteve guardado, à espera de...nem sei bem quem ou quê. Talvez não esperasse nada mais que alguma serenidade da minha parte.

É bom que, neste dia em que o publico,o meu estado de espírito seja muito diferente, para melhor, daquele que era no dia em que o escrevi, num certo dia de Outubro de 2009, quase há um ano.

Já é considerado uma antiguidade...

.............

 

O dia já vai longo. Quase tão longas como o dia, vão as ideias soltas que me fazem manter o cérebro hiperactivo.

O corpo, cansado,dá sinais de desgaste, pedindo uma noite, com um mínimo de 12 horas de sono, bem dormida.

A cabeça está pesada, mas as ideias estão a flutuar sem destino definido. Umas vão para cima...Outras descem...Esquerda...Direita...Ziguezague e marcha atrás. Confusão geral!

O desassossego toma conta de mim e não me deixa descansar. Penso em tudo e nada ao mesmo tempo, como se amanhã não fosse  ver o Sol nascer e não pudesse mais pensar.

No meu álbum de fotos mentais, revejo quem já se foi. Continuam sorridentes, felizes e contentes, tal e qual como os quero lembrar.

Entre várias emoções, sinto saudade...sinto dor...sinto amor...sinto que, a pouco e pouco, por vários motivos, me vejo forçado a despedir-me de quem gosto.

Dizem que a morte faz parte do percurso natural  da vida do ser humano, como se isso fosse o bastante para fazer esquecer aqueles que a morte nos ''rouba''. Numa fraca tentativa de consolo e apaziguamento de dor, há sempre quem diga que foram para um lugar melhor e que estão sempre connosco. Será?!! Cada vez tenho mais dúvidas que haja esse lugar.O melhor lugar possível para alguém estar, é junto daqueles que ama e que o amam.

Qual será o meu maior pecado? Será, em tempos, ter aceite como certezas indiscutíveis a existência de Deus e de Paraíso?Ou será, mais recentemente, questionar muitas coisas que nunca tinha ousado colocar em causa?

Dizem que a distância não mata a amizade ou o amor, mas, lá no fundo, sabemos que nada vai ser como antes. Matar não mata, mas faz feridas profundas.

Telefona...Manda mensagem...Quando tiver instalada/o, falamos. Pois!! E quando te voltarei a abraçar? Quando é que vou poder voltar a chegar de mansinho, sem que te dês conta, e fazer buuuuuuuuuuuuuuuuuuuuhh?!

Lembro-me de coisas que já pareciam esquecidas, de tão fundas que estavam guardadas.É estranha esta nossa capacidade de esquecer e lembrar conforme o nosso estado de espírito.

Quem sou?De onde venho? Para onde vou?

Sei quem sou, embora às vezes pareça não me conhecer. Sei de onde venho, apesar de não lembrar cada passo que dei até chegar aqui. Para onde vou? Não sei! Sei que vou em frente na idade, pois essa não pára para ninguém, mas não sei o sitio para onde quero ir.

Estagnei a meio do caminho. Não recuo, mas também não avanço. Estar aqui, sem arriscar nada, é uma situação cómoda, porém desconfortável. Esta falsa sensação de que aqui há segurança e estabilidade é uma óptima desculpa para não ousar. Mas...e se um dia o comboio vier na minha direcção, será que vou continuar sem me mexer? O futuro o dirá. 

Um dia, não sei quando, tenho mesmo que começar a aprender a usar as 2 mãos para teclar. Talvez assim consiga escrever tão rapidamente como penso. Hoje, não sei porquê, é um desses dias em que, de tantos pensamentos que me vêm à cabeça, não consigo organizar as ideias em condições.

Se calhar nunca estiveram organizadas!

 

 

 

 

 

 

segredo revelado: O dia vai longo. A noite vai longa, parecendo não ter fim.Vou tentar descansar.